Programa “Café com Qualidade” aborda 20 anos de empresa

O Programa “Café com Qualidade” novamente reuniu colaboradores de diversos setores da empresa. Como já explicado anteriormente, o programa visa integrar departamentos e pessoas para alinhamento de estratégias e ações, sob um clima mais descontraído.

Na ultima edição, o ultimo encontro abordou os 20 anos de fundação da RCO. Com a participação dos colaboradores Manoel Cordeiro, do setor de usinagem; Valtair Gomes e Sidney Ferreira, da logística interna; Luciano José, do departamento de montagem; Celso Carvalho, Recursos Humanos; Rosa Fernandes, do departamento pessoal e Oscarlito Ferreira, do departamento de orçamentos, além da diretoria da empresa.

Roque e Carlos de Oliveira, membros da diretoria, iniciaram o encontro traçando um histórico da empresa, desde seu início, passando pela trajetória, relatando bons e maus momentos e conquistas e mudanças ao longo do tempo. Logo após os demais participantes relataram sua história pessoal na empresa, como tempo de casa e os desafios do dia-a-dia no desempenho de suas funções.

Todos de modo geral contribuíram com sugestão de melhorias para que a empresa avance mais 20 anos. Valtair Gomes, da logística interna da empresa, ressaltou que trabalha diariamente em função da redução de custos em seu departamento que vai desde o bom uso da empilhadeira e até o reaproveitamento de materiais como madeira, plástico e papelão, que são materiais que fazem parte do andamento de sua função. Já o colaborador Sidney Ferreira ressaltou que a empresa é um ótimo lugar para se trabalhar relatando que a RCO garantiu-lhe seu primeiro emprego com registro em carteira profissional e sem dúvida foi muito marcante para ele e sua família.

O encontro foi finalizado, além do café, com uma mensagem da diretoria ressaltando a importância do empenho de todos na construção da empresa e que, embora 20 anos seja pouco tempo perante outras empresas mais tradicionais no mercado, a RCO tem uma história que valoriza o colaborador como ser humano com seus talentos, voltando isso sempre à satisfação do cliente.

2º Encontro do "Café com Qualidade": 20 anos foi tema para a história pessoal de todos e sugestão de melhorias para o futuro.

Programa Reconhecer: talentos internos em evidência

Orientando-se pela estratégia de atuação para 2011, o departamento de Recursos Humanos da RCO implanta um novo programa com foco no desenvolvimento de talentos: Programa Reconhecer.

O objetivo é identificar e confraternizar com os colaboradores que trazem resultados diferenciados para a empresa como implantação de inovações e novas ações em suas funções, apresentação de resultados satisfatórios antes dos prazos e sugestão de melhorias nos processos.

O Programa Reconhecer já identificou os colaboradores que contribuíram para a empresa. Como primeiro reconhecimento, todos os funcionários da produção receberam uma pequena confraternização por terem se empenhando na entrega de trabalho antes do prazo estabelecido e isso certamente gerou um encantamento para o cliente RCO.

Em um  segundo momento, o funcionário Abraão Zanardi recebeu como reconhecimento por sua liderança, um final de semana em cidade turística com a família. Abraão lidera equipes de produção e com isso elas vem apresentando resultados além do esperado em termos de prazo, qualidade do trabalho e eficiência.

Logo em seguida, os colaboradores Josiane Silva, Tássia Camarotti, Fernando Cavalcante e Luciano José tiveram como reconhecimento a oportunidade de participarem de um almoço beneficente promovido pela entidade Casa da Criança. A empresa garantiu a presença de seus funcionários, além de patrocinar o evento que é totalmente voltado a angariar fundos para entidade do município.

O programa tem uma duração contínua. Novamente, a ação vem de encontro com o posicionamento adotado pela RCO em 2011, na ocasião dos 20 anos: o investimento nos talentos internos com treinamentos técnicos e teóricos, reconhecimento pelos resultados alcançados; com olhar cuidadoso para a comunidade onde a empresa está instalada.

Produção RCO: primeira ação do Programa Reconhecer como maneira de incentivar os talentos internos
Colaborador Abraão Zanardi e família em passeio como reconhecimento por sua liderança.

Colaboradores Luciano José, Fernando Cavalcante, Josiane Silva e Tássia Camarotti em almoço: reconhecimento por resultados apresentados.

 

Reciclagem de resíduos metálicos

Com o crescente debate e conscientização acerca dos impactos ambientais gerados pela humanidade, antes de qualquer definição ou mesmo regulamentação, é importante sempre se adiantar e contribuir para um futuro melhor causando menos danos ao meio ambiente e, claro, fazendo sempre sua pequena parte.

A RCO mantém em seu processo produtivo e em áreas admistrativas a rotina de coleta seletiva de lixo reciclável. Devido ao seu segmento de atuação, a empresa gera mais resíduos sólidos metálicos como cavacos de usinagem, pequenas sobras de chapas, pó metálicos de serras e soldas, além de fitas metálicas usadas no transporte de chapas e tubos dos fornecedores para a RCO.

Todo essa material metálico é destinado a entrepostos de coleta de material reciclável para destino correto em processos de reciclagem e reaproveitamento.

Indústria atinge em março o maior nível da história

O setor cresceu 0,5% em relação a fevereiro. No acumulado do ano, a produção industrial registra avanço de 2,3%


A produção industrial brasileira segue em expansão e está no maior nível da história, afirmou o IBGE nesta terça-feira. Em março, houve aumento de 0,5% em relação a fevereiro na série com ajuste sazonal – isto é, após o cálculo que elimina o efeito das variações típicas dos meses do ano. Na comparação com igual mês do ano passado, o indicador revelou uma queda de 2,1%.

No primeiro trimestre de 2011, a produção industrial já acumulada alta de 2,3%. A variação em doze meses até março aponta um crescimento de 6,8% ante o mesmo período do ano anterior.

Recorde - Além do aumento da produção industrial verificado no terceiro mês do ano, o IBGE reviu para cima os números de janeiro e fevereiro. Com a alteração, o primeiro trimestre inteiro apresenta dados positivos e traduzem um nível de atividade recorde. “Com esses resultados, o patamar de produção de março de 2011 alcançou o ponto mais elevado desde o início da série histórica”, afirmou o IBGE em nota.

Os dados de fevereiro e janeiro na comparação com os meses imediatamente anteriores foram revistos para cima para, respectivamente, 2% e 0,3%, ante leituras preliminares de 1,9% e 0,2%.

Setores - Em relação a fevereiro, foi observado aumento em 13 dos 27 setores pesquisados, com destaque para material eletrônico e equipamentos de comunicações (10,1%) e máquinas e equipamentos (1,8%). Entre as categorias de uso, bens de consumo duráveis e bens de capital tiveram os maiores crescimentos, de 4,1% e 3,4%, seguidos por bens de consumo semi e não duráveis (1%). Já a produção de bens intermediários caiu, em 0,2%.

Na comparação com março do ano passado, que teve dois dias úteis a mais que neste ano, houve queda em 17 dos 27 setores, sendo as maiores em outros produtos químicos (-8,6%) e edição e impressão (-12,9%). Todas as categorias de uso tiveram retração, sendo as maiores de bens de consumo duráveis (-5,2%) e de bens de consumo semi e não duráveis (-3,7%), seguidas por bens intermediários (-0,4%) e bens de capital (-0,1%).

Fonte: Revista Veja – ECONOMIA – 03/05/2011