Central Dosadora CDR 80 em operação no COMPERJ

Central Dosadora CDR 80 RCO: alta produtividade alinhada à grandiosidade das obras no COMPERJ.

A Central Dosadora CDR 80 é um equipamento que possui um grande diferencial: a alta produtividade. Projetada para produzir 80 m³ de concreto por hora, este índice pode aumentar dependendo do traço do concreto a ser processado. Indicada também para altas demandas de concreto, esta solução é geralmente direcionada para grandes obras e empreendimentos civis.

Dentro do empreendimento do COMPERJ – Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro – a Central Dosadora CDR 80 atende satisfatoriamente a necessidade e a grandiosidade da obra na demanda por concreto. O complexo, localizado na região de Cachoeiras do Macacu, no município de Itaboraí, no estado do Rio de Janeiro, teve a obra iniciada em 2008 pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com previsão de conclusão em 2014, ocupa uma área de 45 milhões de metros quadrados. Em processo de obra e já em operação, o complexo gerará 200 mil empregos diretos, indiretos e por “efeito-renda”. O COMPERJ, por decisão da Petrobrás, terá sua capacidade ampliada para 165 mil barris/dia de óleo pesado nacional (1ª unidade de refino) com uma 2ª unidade de refino com a mesma capacidade (165 mil barris/dia de petróleo) para três ou quatro anos após a entrada em operação.

A Central Dosadora CDR 80 já está em operação no COMPERJ através da Engemix, cliente RCO. Um, entre outros atributos do equipamento em funcionamento identificado pelos técnicos da obra, é a grande funcionalidade e alta produtividade, sem perder, obviamente, a precisão do material dosado.

Projeção virtual da COMPERJ: 200 mil empregos e ampliação  produtiva em 165 mil barris diários.

Conheça mais sobre a Central CDR 80.

Conheça mais sobre o COMPERJ.

Atitude sustentável: substituição de copos descartáveis.

A geração de lixo e o seu destino final tem-se discutido intensamente nos últimos tempos, em todos os âmbitos da sociedade, inclusive nas empresas. Um dos problemas é o lixo gerado por produtos descartáveis, como copos, por exemplo. A facilidade e a praticidade no uso destes materiais que estão presentes em muitos locais podem levar  a um uso excessivo e descontrolado em algumas ocasiões.

Ao se deparar com essa situação, a RCO substitui grande parte dos copos descartáveis para canecas plásticas reutilizáveis. Com a utilização das canecas espera-se gerar um efeito em cadeia: redução de custo de compra de descartáveis, redução do volume de lixo, redução de funcionários para a operação da limpeza e, não menos importante, a redução de impactos ambientais em um estágio a longo prazo.

Além disso, com a uso da caneca reutilizável, cria-se também uma nova postura  nos colaboradores que devem se voltar ao zelo pelo novo material recebido, bem como a limpeza e a organização nos locais que ficarão armazenadas as canecas. Dentro do ambiente de trabalho RCO, em todos os níveis e departamentos, vigoram os conceitos do 5S.

Canecas reutilizáveis: medida reduz lixo de descartáveis e promove o cuidado com o novo material no ambiente de trabalho.

IBGE registra queda na taxa de desemprego de agosto

Taxa de desemprego ficou em 5,3% em agosto nas seis regiões avaliadas.

A taxa de desemprego ficou em 5,3% em agosto nas seis regiões metropolitanas avaliadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com 1,3 milhão de pessoas desocupadas. A média nacional do desemprego dos meses de junho e julho não haviam sido consolidadas por causa da greve dos servidores federais. Após o retorno dos funcionários, o IBGE divulgou os dados. A taxa de 5,3% foi a menor para o mês de agosto desde o início da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego, em 2002.

O porcentual registrado em agosto não mudou muito em relação ao visto em julho, quando a taxa estava em 5,4%, contudo, é menor do que a observada em agosto de 2011, de 6%.O número de desempregados nestas regiões entre o oitavo mês do ano passado e deste ano caiu 10,6%, ou 153 mil pessoas que começaram a trabalhar.

Já a população ocupada subiu 0,7% entre julho e agosto de 2012, para 23 milhões de brasileiros, e cresceu 1,5% em 12 meses – o que representou um adicional de 328 mil pessoas neste intervalo. Segundo o IBGE, a formalidade continua crescendo, com 11,4 milhões de trabalhadores com carteira assinado no setor privado em agosto – alta de 3,2% na comparação anual ou 356 mil postos de trabalho. Na relação mensal não houve variação significativa nas seis regiões.

Continue reading

Curso de Inspetor da Qualidade no “Programa Reconhecer”

O Programa Reconhecer ainda segue com as atividades. Recentemente os funcionários Abraão Zanardi, Luciano José, Matheus Bitencourt, Leandro Souza e Fabricio Carvalho iniciaram um curso de Inspeção da Qualidade. O curso, que está sob apoio da RCO, contribuirá para as atividades dos funcionários que estão diretamente ligados aos setores produtivos da empresa. Além disso, criar um ambiente em que todos ficam engajados em torno da qualidade total é sempre um objetivo tático nos departamentos da RCO.

Este curso de Inspetor da Qualidade resulta de uma parceria bem sucedida de uma instituição de ensino local, a APMIT,  e o SENAI-SP.

Abraão Zanardi, Luciano José, Leandro Souza, Fabrício Carvalho e Matheus Bitencourt: curso de inspetor da qualidade vai reforçar o engajamento de todos em torno da qualidade total.

6a. Caminhada da Independência promove os benefícios da atividade física

Anualmente, no dia 7 de Setembro, além das celebrações relativas à Independência do Brasil, acontece na cidade de Tambaú a “Caminhada da Independência”. O objetivo do evento é unir pessoas dispostas a participar de uma caminhada de aproximadamente 25 quilômetros, passando por áreas rurais e reservas naturais da cidade. O público participante é sempre cativo e disposto a acordar às 6 para se exercitar todo o período da manhã. O ponto final em clube esportivo da cidade garante um almoço equilibrado para repor as energias.

O evento vem de encontro com uma forte tendência voltada ao bem-estar físico-emocional, fitness e saúde. Ultimamente, apresentam-se mais e mais estudos científicos que comprovam que exercícios físicos regulares e alimentação equilibrada e saudável são condições vitais para uma vida longe de doenças e a  garantia de uma longevidade mais plena. Em reportagem recente na Folha.com, há especialistas que afirmam que andar é tão bom quanto correr, e ainda sem riscos de lesões.

A RCO é apoiadora deste evento onde se visa somente o incentivo à prática esportiva entre a população tambauense.

 

Jirau e as soluções RCO em silos na revista ‘Grandes Construções’

A Revista Grandes Construções, do grupo Sobratema, na edição nº 28 de Julho de 2012, destaca a obra da Hidrelétrica de Jirau, em Rondônia, na região norte do Brasil.

A pauta de capa destaca a grandiosidade da obra  nas águas do Rio Madeira e também o status do projeto que se encontra com 65% de conclusão. Além da obra, aborda-se também toda a estrutura adjacente para acomodar os operários trabalhadores. “Nós construímos praticamente uma cidade aqui dentro. Temos 15 mil pessoas trabalhando em Jirau e chegamos a ter 18 mil há pouco tempo. Tivemos de criar alojamentos, área de lazer, toda a parte social necessária, para acomodar toda essa quantidade de pessoas num único local”, afirma José Antonio Clarette Zanotti, gerente de Planejamento da Camargo Correa, construtora da obra. A Hidrelétrica de Jirau, com seu término em 2015, terá capacidade instalada de 3.750 Megawatts (MW) e garantia fisica de 2.184,6 MW médios – suficiente para abastecer mais de 10 milhões de casas.

Considerando toda essa magnitude de Jirau, a demanda por maquinas, equipamentos, processos e pessoas seguem na mesma linha e no mesmo porte. Não foi diferente com o armazenamento de cimento. Segundo Paulo Ruggero, gerente executivo de equipamentos da Camargo Correa, em depoimento a RCO, explica que os silos funcionam como um pulmão, impedindo que a obra paralise por falta de cimento. Sendo assim, dentro da grandiosidade de Jirau, os silos aparafusados RCO atenderam esta necessidade de grande volume de material a ser armazenado. Alem disso, a facilidade no deslocamento do equipamento para a montagem em campo fica mais facilitado pois toda sua estrutura é desmontável. No total, são 17 silos com capacidade individual de armazenamento de 1.000 toneladas de material. Segundo Ruggero, “a RCO deu ouvidos às nossas necessidades”.

Alem de toda essa eficiência já atestada em campo pelo cliente, a RCO lança, no segundo semestre de 2012, Silos e Centrais de Concreto a pronta entrega. Agora toda eficiência com disponibilidade imediata.

 Confira a edição digital da Revista Grandes Construções de Julho de 2012.