RCO comemora crescimento de 60% no primeiro semestre de 2014

Resultado acontece no segmento de concreto e armazenamento, nos quais a empresa paulista agregou novos clientes à sua carteira

A RCO fechou o primeiro semestre de 2014 com um crescimento de 60% na área de centrais dosadoras de concreto e de sistemas para armazenamento, em relação ao mesmo período do ano passado. Enquanto a macroeconomia segue pessimista, a empresa credita o excelente resultado à conjunção de dois fatores: a maior visibilidade da companhia em ações de marketing e vendas, principalmente a feira Concrete Show de 2013, e a política de manutenção de estoques em sua sede na cidade de Tambaú, interior de São Paulo. “Apesar de a economia e do mercado não estarem se comportando como esperávamos, nosso primeiro semestre foi muito positivo e com um crescimento considerável”, explica o Diretor da empresa, Roque Carlos de Oliveira Júnior.

De acordo com o executivo, o forte incremento aconteceu pelo envolvimento, dedicação e positividade de toda a cadeia produtiva da RCO, incluindo colaboradores, fornecedores e parceiros. Oliveira Júnior adianta que a empresa fechou o primeiro semestre de 2014 contabilizando considerável venda de grandes equipamentos, incluindo a inovadora central NOMAD – destaque tecnológico da fabricante -, os silos horizontais, como também os verticais e as já consagradas centrais dosadoras. O número de novos clientes também foi incrementado, superando 40 novos relacionamentos durante o primeiro semestre do ano.

O Diretor da RCO já antecipa os prognósticos para o segundo semestre desse ano e as expectativas para 2015. Na avaliação de Oliveira Júnior, a fabricante deve aproveitar a alta exposição na Concrete Show de 2014 (que acontece em agosto em São Paulo) como um canal de suporte para a estratégia que foca na continuidade do trabalho desenvolvido nos últimos anos. A revitalização das unidades fabris da companhia é outro fator que deve fortalecer a participação da empresa nos segmentos onde atua. A nova unidade de fabricação, localizada em Tambaú, é uma das iniciativas. Os investimentos na nova planta, que será construída numa área de 60 mil m2, já foram iniciados.