E quando desmontar é a vantagem…

Em toda obra, em especial as de grande porte, demanda-se planejamento intenso para que a execução da mesma flua sem interrupções e com baixo índice de imprevistos. Um dos critérios importantes é a logística, isto é, a gestão de recursos, equipamentos e informações para execução de determinadas tarefas numa empresa ou ainda a gestão de um projeto na construção civil.

Para obras civis de grande porte, além do fluxo para o abastecimento de insumos básicos como cimento, recebe-se grande atenção de logística  o deslocamento de equipamentos que integram o canteiro de obras como guindastes, máquinas e a movimentação e montagem em campo de silos para armazenamento de cimento. Dependendo da demanda de cimento na obra, um silo pode compor-se de grandes dimensões, como o modelo de Silo Aparafusado RCO A-2012-2200, cujo diâmetro atinge 11 metros e mais de 30 metros de  altura, dos pés ao teto. Portanto, um equipamento que demanda transporte especializado e escoltado, em alguns casos.

E é nestas condições que a desmontagem torna-se vantajosa. Para agilizar e facilitar o deslocamento deste grande equipamento os Silos Aparafusados RCO tem a possibilidade da desmontagem de grande parte de sua estrutura. Com o equipamento desmontado, torna-se mais fácil e barato seu deslocamento até o canteiro de obras para o processo de montagem na base civil. Além disso, poderá ocorrer também a utilização do mesmo equipamento em uma obra futura, já que os Silos Aparafusados RCO tem esse diferencial de montagem e desmontagem modular, além da robustez das peças integrantes.

A ocorrência da reutilização de um mesmo equipamento em outra obra deu-se, por exemplo,  no projeto de reforma da Base de Alcântara, no Maranhão. Os Silos Aparafusados RCO que já estão em operação na reforma vieram de uma obra já concluída, onde foram utilizados para armazenagem de cimento. Com a conclusão da Hidrelétrica de Foz do Chapecó, em Santa Catarina, os silos foram desmontados e deslocados até a obra de Jirau, no estado de Rondônia e então posteriormente para o Maranhão, para que fossem novamente montados, tendo num total de mais de 6.000 km em deslocamento.

Mesmo com a distância entre as obras, mostra-se que um dos diferenciais técnicos do equipamento RCO é a desmontagem e a durabilidade, onde o custo benefício do equipamento pode ser confirmado, além de contribuir para a gestão logística da obra.

Silo Aparafusado RCO em Alcântara, no Maranhão: a possibilidade da desmontagem permitiu o deslocamento de mais de 6.000 km a partir de Santa Catarina e passando por Rondônia.