1000 dias sem acidentes é um novo recorde para a RCO

Em setembro de 2015, o Ministério do Trabalho emitiu um levantamento que abordava a ocorrência de acidentes envolvendo máquinas e equipamentos no Brasil. Segundo o ministério, entre 2011 e 2013, uma média de 12 trabalhadores por dia sofreram amputação decorrentes de acidentes, totalizando 221.843 acidentes no período sendo 13.724 amputados e 601 óbitos. As fraturas obtiveram índices de 270 ocorrências por semana.

Considerando esse cenário preocupante do índice de acidentes, a RCO surpreende e atinge, no ínicio de Agosto de 2016, o índice recorde de 1.000 dias sem registros de acidentes com afastamento. É uma marca inédita e muita satisfatória considerando o segmento produtivo metalúrgico. Os riscos envolvendo os processos produtivos em metal-mecânica variam desde manipulação de produtos químicos, abrasivos ou incandescentes passando por atividades em altura, manipulação de peças cortantes, de grande volume e peso. Sem dúvida, são riscos sérios e que, sem devida atenção, atentam profudamente contra o bem-estar e a vida humana.

A obtenção do índice de 1000 dias, ou quase 3 anos, é histórica. Nos 25 anos de fundação da
RCO, completados em 2016, a conquista ultrapassou, e muito, o recorde anterior que era de 477 dias.
Obviamente, a gestão envolvida nesse processo foi significativa. “O técnico de segurança efetivo
contribui para que os setores da RCO percebam os procedimentos envolvidos em segurança. O
parceiro Laborseg, responsável pela manutenção de ações envolvendo segurança e bem-estar
do funcionário também foi significativo para a ocorrência os 1000 dias.” pondera Celso
Carvalho, gestor de pessoas da empresa.

Comemoração: a importância de reforçar que o resultado é positivo.

A mudança de cultura neste interím de 1000 dias deve também ser levada em consideração. Segundo Carvalho, há em voga na RCO uma consciência coletiva de que o maior patrimômio que um funcionário possui é a sua própria vida e seu bem-estar físico. “Essa cultura se disseminou com a comunicação das placas de uso de EPI´s (equipamentos de segurança individual) e com o reforço das reuniões periódicas envolvendo uso correto dos mesmos e do maquinário produtivo”, completa.

Funcionários RCO: nenhuma gestão é válida sem a atenção para o bem-estar e segurança.

O desafio agora é a continuação e a manutenção dos índices. Com o recente aumento no quadro de funcionários em julho, que passou para o número de150, as orientações para o trabalho seguro se ampliam. “Ao cuidar de pessoas é preciso empatia e ir além daquilo que a legislação determina. Considero isso como o diferencial em nossa gestão” finaliza Carvalho.

Agora, a olhos vistos, a placa que registra publicamente os dias sem acidentes mantem números que extrapolam o espaço alocado para essa finalidade. Talvez, quem diria, ninguém havia considerado a possibilidade do recorde.

Placa de acidentes: necessário agora mais espaço para índices de 4 dígitos.

RCO amplia quadro de funcionários com índice recorde

Novas contratações no mês julho: quadro com volume recorde.

Na contramão da crise. Essa era a definição que permeou o fechamento do ano de 2015 da RCO. O ano anterior foi marcado pela instabilidade político-econômica que impactou no crescimento e no fortalecimento de diversos setores da economia. Porém, mesmo assim, a RCO se movimentou de forma precisa para não integrar o quadro de arrefecimento fechando o ano com crescimento com contribuição efetiva das unidades de equipamentos para cimento e concreto e equipamentos especiais para pneus.

Já em 2016 a estratégia continua. Com a expansão dos negócios e da carteira de pedidos, a RCO aumenta seu quadro de funcionários, atingindo um nível de contratação recorde nos seus 25 anos de fundação.
Iniciado em julho e indo até o início de agosto, deu-se um processo que resultou em 30 novas admissões, em sua maioria, para setor produtivo onde atenderão a demanda da empresa no segundo semestre de 2016. O número atual agora atinge 141 funcionários.

“Pelo volume de colaboradores contratados tivemos também que recorrer a candidatos na região” afirma Celso Carvalho, gestor de pessoas da RCO. “O processo gerou também um grande volume de recebimento de currículos na empresa onde foram devidamente analisados e cadastrados em nosso sistema.”, completa.

As vagas abertas e agora preenchidas tocam em um ponto sensível para a população que é o emprego e sua estabilidade. Com a ocorrência de índices de desemprego preocupantes nos últimos meses a população sentiu-se, nesse momento, diretamente atingida pela crise. Porém, contrariando o status quo e sem perder o tino, a RCO novamente reafirma que estar na contramão da crise é a premissa que está também norteando também o ano de 2016.

Programa Reconhecer da RCO premia atitude que busca resultado

O diferencial promovido pelo colaborador e seu devido reconhecimento. Essa é a principal orientação que se baseia o Programa Reconhecer RCO.
Implantado pelo departamento de Recursos Humanos da empresa, o programa busca congratular o funcionário que, na maioria das situações, vai além de suas atribuições principais. Esse funcionário gera diferenciais, motiva seus pares e busca sempre o resultado final com qualidade e satisfação do cliente interno ou externo.

O funcionário Lucas Eduardo recentemente superou suas expectativas de trabalho. Em uma ação de montagem externa assumiu o papel de liderança e a gestão da equipe de montadores e, por fim, realizou toda a integração necessária para com o cliente. Toda esse iniciativa de Lucas foi além de suas atribuições principais e contribui para que a RCO atendesse o cliente de forma plena.

“Precisamos de atitudes como essa. Atitudes dinâmicas, que demonstrem garra e vontade de atingir os resultados focando sempre nos clientes”, pondera Celso Carvalho, gestor de pessoas da RCO. Carvalho ainda ressalta que “esse posicionamento profissional deve e pode acontecer em qualquer função na empresa, da coordenação ao chão de fábrica.”

 

Lucas Eduardo foi premiado com um final de semana em família no Hotel Fazenda Poços de Caldas, na cidade de Poços de Caldas em Minas Gerais. O local é indicado para lazer com a família e descanso em meio às paisagens mineiras.

Aumento de 35% em efetivo na RCO

A RCO Maschinenfabrik aumentou, desde novembro passado, seu efetivo em 35%. O quadro  de funcionários atual atenderá o volume de pedidos e processos de grande porte que a RCO possui atualmente em andamento. Mesmo com as festividades de final de ano, a empresa não diminuirá o ritmo de produção e atendimento aos clientes, iniciando 2011 com carga máxima de produtividade.