Centrais de concreto RCO registram alta produtividade

No Comperj, a central de concreto RCO, projetada para produzir nominalmente 80 m3/h, atingiu a marca de 88 m3/h.

“As centrais dosadoras de concreto RCO, modelos CDR 80 e CDR 40, vêm registrando altos índices de produtividade, que vão além das respectivas especificações nominais, segundo a empresa fabricante. Elas são projetadas visando robustez e qualidade técnica com o uso de materiais com qualidade e durabilidade. 

Na obra da nova fábrica da Votorantim em Rio Branco do Sul (PR), a RCO instalou a central dosadora CDR 40. Com um índice nominal de produção de concreto em 40 m3/h, técnicos da RCO e operadores do equipamento registraram uma produtividade além do esperado. Conforme aferição, a CDR 40 vem produzindo, em um período de uma hora, 7 cargas de 8 m3 de concreto, o que equivale a 56 m3/h, o que implica produção 40% maior do que o índice nominal do equipamento. Além disso, a central opera sem interrupção, registrando situações de trabalho contínuo de 18 dias e noites sem apresentar paradas. 

Em outro canteiro de obras, o do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), a central de concreto do modelo CDR 80 opera desde agosto de 2012. Projetada para produzir nominalmente 80 m3/h de concreto, operadores do equipamento em campo notaram que nos primeiros dias de operação a central já atingiu a marca de 11 cargas de 8 m3/h, totalizando 88 m3/h. A empresa destaca que os índices de produtividade atingidos “não prejudicaram em nenhum momento a qualidade do traço”.”

Fonte: Revista O Empreiteiro

Volume de expedição bate recorde na RCO

O departamento de Logística RCO, onde se inserem as atividades de expedição e recebimento de materiais e produtos e a movimentação e abastecimento de materiais entre os processos, vem operando de modo mais intensivo desde final de fevereiro, com projeção de manter o ritmo até o fechamento do mês de março.

Sendo assim, em um período de um mês, serão carregadas mais de 100 carretas com equipamentos prontos. Dentre diversos equipamentos fabricados, a quantidade mais expressiva ficou por conta do fornecimento de carros de movimentação. Estes carros, específicos e customizados para o processo do cliente, demandaram grande números de carretas para que chegassem em tempo à planta do cliente, dentro do cumprimento de prazos. Ainda neste índice de 100 carretas, valendo ressaltar, 15 foram destinadas ao carregamento de Silos Aparafusados RCO cujo destino é fora do país.

Embora o índice de pouco mais de 100 carretas carregadas possa parecer pouco para alguns setores e atividades industriais, a RCO entende que este indíce é marcante e inédito em seu histórico de fornecimento. Em alguns processos, por exemplo, a entrega dos mesmos podem se estender ao longo de um ano, sendo que, nas últimas semanas, a concentração do volume não impediu que o trabalho fosse executado. Portanto, a movimentação de carregamento nos últimos dias foi diferenciada e valeu o registro.